Mente Quotes

Authors: A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z
Categories: A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z
de-que-al-menos-en-mi-mente-siempre-estas
la-gloriosa-donna-della-mia-mente-sylvain-reynard
tais-palavras-ecoaram-ficaram-na-minha-mente
vida-simple-y-tranquila-mente-son-amigos-muy-cercanos-mehmet-murat-ildan
en-el-distorsionador-espejo-de-tu-mente-puede-que-un-engel-parezca-tener-la-cara-de-un-diablo-idries-shah
no-construires-una-mequina-semejanza-de-la-mente-del-hombrebiblia-catolica-naranja-frank-herbert
para-el-mazo-de-la-mente-superior-los-cielos-son-la-bola-mes-pequee-posible-idries-shah
las-personas-paceficas-tambien-alojan-monstruos-en-los-rincones-de-su-mente-augusto-cury
cuando-la-mente-este-llena-de-prejuicios-establecidos-no-podre-injertar-al-sufismo-sobre-ellos-idries-shah
le-parole-devono-far-urlare-la-carne-frantumare-lanima-far-godere-la-mente-altrimenti-sono-solo-rumore-elisabetta-barbara-de-sanctis
eppure-si-nascondeva-nella-sua-mente-confusa-la-convinzione-di-poter-superare-tutti-quegli-ostacoli-apparentemente-insormontabili-terry-brooks
soy-un-gato-un-ser-extremadamente-sensible-los-mes-sutiles-cambios-en-la-mente-o-el-alma-del-mundo-y-naturalmente-necesito-dormir-mes-que-el-resto-natsume-soseki
mentre-mi-abbandonavo-al-sonno-la-mia-mente-si-riempe-di-frasi-simili-di-sciocchezze-arrendendosi-alla-natura-insensata-della-vita-robin-black
las-palabras-dicen-son-el-alimento-de-la-mente-pero-al-igual-que-otros-alimentos-pueden-hacer-poco-por-se-mismas-idries-shah
per-una-mente-ben-organizzata-la-morte-non-e-che-una-nuova-grande-avventura-jk-rowling
decide-que-eran-los-pensamientos-en-tu-propia-mente-los-que-importaban-mes-que-cualquier-otra-cosa-ally-condie
cuesta-tanto-seguir-con-vida-le-susurro-la-mente-de-la-dama-morir-es-fecil-dejame-morir-kristin-cashore
il-terrore-non-e-niente-se-non-e-accompagnato-da-qualcosa-di-visibilmente-orribile-non-riesce-entrare-sotto-pelle-in-maniera-disgustosa-se-non-ce-niente-in-grado-di-nutrire-la-me
corpo-surja-oh-mente-surja-imunda
tu-vives-en-mi-mente-ahora-manana-y-por-siempre-pero-si-tu-me-dejas-mi-mundo-se-acaba-de-repente-y-abrazame-y-dime-que-me-quieres-ya-no-quiero-andar-bobby-pulido
la-sua-mente-si-era-ristretta-via-via-che-si-era-rifugiato-nei-suoi-ideali-doveva-poter-dare-spazio-ai-pensieri-perche-respirassero-matthew-thomas
the-dangerous-album-has-producers-like-tiny-who-to-me-is-special-also-luny-tunes-nesty-la-mente-maestra-nelly-la-arma-secreta-haze-el-ingeniero-i-wanted-to-use-everyone-who-makes
la-llegada-del-desorden-la-vida-de-una-persona-con-el-consiguiente-colapso-del-significado-definido-por-la-mente-puede-constituir-la-puerta-un-orden-superior-eckhart-tolle
me-he-dejado-pisar-basurear-usar-he-dejado-que-hicieran-lo-que-quisieron-con-mi-mente-y-mis-deseos-pero-siempre-quedo-firme-la-idea-de-amarte-para-toda-la-vida-cielo-latini
escrebeme-emmi-escribir-es-como-besar-pero-sin-labios-escribir-es-besar-con-la-mente-daniel-glattauer
se-enfrenta-usted-al-enigma-de-la-naturaleza-daniel-la-femina-babel-y-laberinto-si-la-deja-usted-pensar-este-perdido-recuerde-corazon-caliente-mente-fre-el-codigo-del-seductor-ca
se-cudala-donde-este-cbrela-con-tu-abrigo-que-nunca-le-llegue-su-mente-tristeza-y-llore-por-m-t-sabes-bien-cunto-la-quiero-que-soy-el-mendigo-de-grupo-montez-de-durango
la-vida-le-declara-la-guerra-al-cuerpo-preprate-para-la-batalla-ejercitando-tu-cuerpo-y-mente-su-punto-ms-alto-tu-calidad-de-vida-y-el-sobrevivir-dependen-de-ello-scottie-somers
o-desconhecido-e-energia-de-criatividade-que-nos-permeia-quando-nos-entregamos-criatividade-e-palavra-a-sincronicidade-do-universo-e-mais-criativa-que-sua-mente-limitada-o-seu-eg
rompo-el-hielo-queda-poco-tiempo-ahora-estoy-en-un-mundo-real-grito-al-cielo-rompo-mi-silencio-y-de-pie-defiendo-mi-verdad-no-necesito-nada-mas-que-lo-xxl
crisi-esistenziale-testo-e-musica-savio-de-martino-chi-sono-io-per-sentirmi-un-dio-e-chi-sei-tu-per-decidere-chi-siamo-noi-non-lo-sapremo-mai-ma-certo-sta-che-non-siamo-eroi-il-m
Pingala pode ser definida como a energia dine¢mica, ativa, masculina, positiva, yang, dentro de nossa personalidade. Ela tem um lado fe­sico e mental. Suas qualidades materiais se£o luz, calor, solar, energia acumulando, criatividade, organizae§e£o, focalizada (centre­peta) e contrativa. O lado mental positivo, dine¢mico, dentro do sistema de Freud e o Eros, o prince­pio do prazer, e no sistema de Jung e a personalidade consciente, o lado racional e discriminativo. Podemos dizer que pingala e a energia psicossome¡tica, aparentemente dirigida, a mente agindo sobre o corpo para motivar os orge£os da ae§e£o, os karmendriyas. Ela e a energia be¡sica da vida. Ida e a energia dentro da personalidade, o qual e passiva, receptiva, feminina, negativa, yin. A um ne­vel fe­sico, ela e escura, fria, lunar, energia de dissipae§e£o, desorganizae§e£o, entropica, expansiva (centre­fuga) e relaxante. No plano mental que Freud chamou Tanatos, o instinto da morte, e Jung chamou de anima, o inconsciente, e­ntimo feminina, emocional, sentimento intuitivo e ne£o discriminatorio, o fundo sobre o qual as diferene§as podem ser vistas e que podem ser unificadas. Este e o aspecto soma fe­sico do homem, onde a energia e dirigida para dentro, e o corpo age sobre a mente. Ida controla os orge£os dos sentidos, ou gyanendriyas, e, portanto, nos de¡ conhecimento e conscieªncia do mundo em que vivemos... Carl Jung expressou as viseµes te¢ntricas quando descreveu a fore§a motriz da auto-realizae§e£o, a qual chamou de 'individuae§e£o', como uma interae§e£o dialetica entre os opostos, iniciando com o conflito e culminando em se­ntese e integrae§e£o. Quando o equile­brio perfeito e alcane§ado, estabilizado e aperfeie§oado, um estado de paz dine¢mico e alcane§ado, que e um paradoxo, uma unie£o de opostos, a se­ntese de fazer e ne£o fazer, uma maneira totalmente nova de perceber e experenciar a vida. Poucos de nos realizam este terceiro estado espiritualizado, e muitos de nos oscilam de um estado a outro. A cada 90 a 180 minutos ida e pingala alternam sua posie§e£o dominante e somente por uns poucos segundos, ou minutos, sushumna entra em existeªncia posse­vel. e‰ a meta de todas as tecnicas de yoga balancear e equilibrar ida e pingala, fore§a da vida e conscieªncia, para que eles se unam em aje±a chakra para criar a luz interna do conhecimento e bem-aventurane§a, e revelar a verdade.

Satyananda Saraswati
pingala-pode-ser-definida-como-energia-dinemica-ativa-masculina-positiva-yang-dentro-de-nossa-personalidade-ela-tem-um-lado-fesico-e-mental-suas-qualidades-materiais-seo-luz-calo
Anahata chakra desperta no cerebro refinando as emoe§eµes e seu despertar e caracterizado por um sentimento universal de amor ilimitado por todos os seres. Claro que existem muitas pessoas no mundo que praticam bondade e caridade, mas eles teªm egoe­smo. Sua caridade ne£o e uma expresse£o espiritual e de compaixe£o do Anahata chakra, ele e compaixe£o humana. Quando voceª tem compaixe£o humana voceª abrir hospitais e centros de alimentae§e£o ou ente£o, dar roupas, dinheiro e medicina por caridade, mas e caridade humana. Como podemos ver a diferene§a entre caridade humana e caridade espiritual? Na caridade humana, he¡ sempre um elemento de egoe­smo. Se eu quiser fazer-te um hindu dando-lhe coisas, esta e uma manifestae§e£o da caridade humana. Ou se eu quiser fazer-te meus seguidores eu posso mostrar-lhe uma grande bondade, mas a bondade humana. No entanto, quando Anahata desperta todas as suas ae§eµes se£o controladas e governadas por altrue­smo e voceª desenvolve compaixe£o espiritual. Voceª entende que o amor ne£o envolve negociae§e£o, e livre de expectativa. Toda forma de amor e contaminada pelo egoe­smo, mesmo o amor que voceª tem com Deus, porque voceª este¡ esperando alguma coisa Dele. Talvez, neste mundo, o amor com um me­nimo de egoe­smo e um amor de me£e. Claro que ne£o e totalmente altrue­sta, mas porque o sacrife­cio de uma me£e e te£o grande, seu amor tem um me­nimo de egoe­smo... Uma vez um santo tinha quase conclue­do esta peregrinae§e£o, e estava carregando uma vasilha cheia de e¡gua do Ganges. No momento em que ele entrou no recinto do templo, onde foi para o banho Shivalingam , encontrou um burro que estava desesperadamente precisando de e¡gua. Imediatamente ele abriu o seu recipiente e deu e¡gua para o burro. Seus companheiros de viagem gritaram, "Ei, o que voceª este¡ fazendo? Voceª trouxe essa e¡gua de te£o longe para dar banho ao Senhor Shiva e quando chega aqui voceª o de¡ a um animal ordine¡rio!" Mas o santo ne£o viu dessa forma. Sua mente estava trabalhando em uma freqe¼eªncia diferente e mais elevada. Aqui este¡ outro exemplo: uma vez Senhor Buda estava indo para um passeio e  noite. Ele deparou-se com um homem velho e ficou muito comovido pelo sofrimento da velhice. Em seguida ele viu uma pessoa morta, e novamente ele ficou muito comovido. Quantas vezes e que vamos ver homens velhos? Sere¡ que ficaremos comovidos como ele ficou? Ne£o, porque as nossas mentes se£o diferentes. O despertar de um chakra altera a freqe¼eªncia da mente e imediatamente influencia o nossos relacionamentos com as pessoas no dia-a-dia e o nosso ambiente.

Satyananda Saraswati
anahata-chakra-desperta-no-cerebro-refinando-as-emoeees-e-seu-despertar-e-caracterizado-por-um-sentimento-universal-de-amor-ilimitado-por-todos-os-seres-claro-que-existem-muitas-
A Etimologia tentou separar duas rae­zes: de um lado a raiz-lua que, com men (lua) e mensis (mes) pertence a rae­z ma do sacrife­cio mas; e de outro, a raiz se¢nscrita manas, com menos (grego), mens (latim) etc., que representa o espirito por exceleªncia. Da raiz-espe­rito brota uma ampla ramificae§e£o de sentidos espirituais significativos: menos, espirito, corae§e£o, alma, coragem, ardor; menoinan, considerar, meditar, desejar; memona, ter em mente, pretender; mainomai pensar e tambem perder-se em pensamentos e delirar, a qual pertence mania, loucura, possesse£o e tambem manteia, profecia. Outros ramos da mesma raiz-espe­rito se£o menis, menos, raiva, menuo, indicar, revelar; meno, permanecer, demorar-se, manthano, aprender; menini, lembrar; e mentiri, mentir. Todas essas rae­zes-espe­rito originam-se de uma raiz original se¢nscrita Mati-h, que significa pensamento, intene§e£o. Em nenhum lugar, seja ele qual for, essa raiz foi colocada em oposie§e£o a raiz-lua, men, lua; mensis, mes; mas, que e ligado a ma, medir. Dessa raiz origina-se ne£o so matra-m, medida, mas tambem metis, inteligeªncia, sabedoria; matiesthai, meditar, ter em mente, sonhar; e, mais ainda, para nossa surpresa, verificamos que essa raiz-lua, pretensamente oposta a raiz-espe­rito, e da mesma maneira derivada da raiz se¢nscrita mati-h, significando medida, conhecimento. Em conseqe¼eªncia, a eºnica raiz arquete­pica subjacente a esses significados e espe­rito-lua, que se expressa em todas as suas ramificae§eµes diversificadas, revelando-nos assim sua natureza e seu significado primordial. O que emana do espe­rito-lua e um movimento emocional relacionado de perto com as atividades do inconsciente. Na erupe§e£o ativa e um espirito igneo: coragem, colera, possesse£o e ira; sua auto-revelae§e£o conduz a profecia, cogitae§e£o e mentira, mas tambem a poesia. Junto com essa produtividade ignea, no entanto, coloca-se outra atitude mais ' medida ' que medita, sonha, espera e deseja, hesita e se retarda, que se relaciona com a memoria e o aprendizado, e cujo efeito e a moderae§e£o, a sabedoria e o significado. Discutindo o assunto em outro lugar, mencionei, como uma atividade primaria do inconsciente, o Einfall, isto e, o pressentimento ou o pensamento que ' estala ' na cabee§a. O aparecimento de conteeºdos espirituais que penetram na conscieªncia com suficiente forca persuasiva para fascina-la e controla-la, representa provavelmente a primeira forma de emergeªncia do espirito no homem. Enquanto numa conscieªncia ampliada e num ego mais forte esse fator emergente e introjetado e concebido como uma manifestae§e£o pse­quica interna, no comee§o parece atingir a psique ' de fora ', como uma revelae§e£o sagrada e uma mensagem numinosa dos ' poderes ' ou deuses. O ego, ao experimentar esses conteeºdos como vindos de fora, mesmo quando os chama de intuitos ou inspirae§eµes, recebe o fene´meno espiritual esponte¢neo com a atitude caractere­stica do ego da conscieªncia matriacal. Porque ainda e verdade, como sempre foi, que as revelae§eµes do espe­rito-lua se£o recebidas mais facilmente quando a noite anima o inconsciente e provoca a introverse£o do que a luz brilhante do dia.

Erich Neumann
a-etimologia-tentou-separar-duas-raezes-de-um-lado-raizlua-que-com-men-lua-e-mensis-mes-pertence-raez-ma-do-sacrifecio-mas-e-de-outro-raiz-senscrita-manas-com-menos-grego-mens-la
?Earn cash when you save a quote by clicking
EARNED Load...
LEVEL : Load...