Verdade Quotes

Authors: A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z
Categories: A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z
sobre-nudez-forte-da-verdade-o-manto-diefono-da-fantasia-ee-de-queiros
neo-e-verdade-que-felicidade-e-aquilo-que-procuramos-sem-nunca-sermos-capazes-de-reconhecer-marc-levy
neo-e-verdade-que-se-viva-uma-vez-porque-ao-amar-voltamos-de-novo-ao-princepio-nuno-lobo-antunes
a-enica-pessoa-que-muda-de-verdade-face-do-planeta-e-aquele-que-lavra-modestamente-o-seu-terreno-ramon-gomez-de-la-serna
a-gente-perde-muito-tempo-se-anunciando-dizendo-que-faz-e-acontece-quando-na-verdade-tudo-o-que-precisamos-ora-e-viver-martha-medeiros
vejo-o-fogo-no-teu-olhar-recusa-em-aceitar-derrota-quando-na-verdade-tens-plena-consciencia-que-jamais-saires-deste-lugar-com-vida-susana-almeida
se-e-certo-que-vida-e-breve-e-fregil-tambem-e-verdade-que-dignidade-e-coragem-lhe-conferem-vitalidade-que-nos-faz-suportar-os-seus-enganos-e-desditas-luis-sepelveda
e-quando-eu-disse-ela-que-je-os-tinha-lido-ela-me-fez-umas-perguntas-muito-longas-que-na-verdade-eram-apenas-as-ideias-dela-com-um-ponto-de-interrogaeeo-no-final-stephen-chbosky
verdade-e-ainda-mais-triste-baba-neo-somos-transparentes-por-neo-comer-nos-somos-transparentes-porque-somos-pobres-ondjaki
Seja como for, as pessoas dedicadas e religie£o ne£o querem reconhecer a realidade que contradiz o seu conto de fadas. Se realmente vivermos num universo sem Deus, elas perdem o emprego. O fluxo de dinheiro estagna. Por outro lado, he¡ pessoas que escolhem viver a sua vida de uma forma completamente egoceªntrica e homicida. Essas sentem que, se nada importa e elas podem fazer o que querem sem sofrer consequeeªncias, ve£o fazeª-lo. Mas tambem podemos ver as coisas de outra maneira: estamos nos e os outros todos, vivos e num barco salva-vidas, e temos de fazer as coisas da maneira mais decente posse­vel para nos e para eles. A mim parece-me que esta seria uma forma de viver muito mais morale "criste£": reconhecermos a terre­vel verdade da existeªncia humana e, perante isso, ainda escolhermos ser humanos decentes em vez de nos iludirmos sobre a existeªncia de uma qualquer recompensa paradise­aca ou um qualquer castigo infernal. Parecia-me uma atitude muito mais nobre. Se he¡ recompensa, castigo ou qualquer tipo de pagamento e agimos bem, ente£o ne£o estamos a fazer por razeµes muito nobres - os chamados prince­pios criste£os. e‰ como os bombistas suicidas que agem alegadamente de acordo com prince­pios religiosos ou nacionais bastante nobres quando, na verdade, as suas fame­lias recebem uma recompensa em dinheiro e congratulam-se com um legado heroico - je¡ para ne£o falar da promessa de virgens para os perpetradores, embora me passe completamente ao lado como e que alguem prefere um grupo de virgens a uma mulher altamente experiente.

Woody Allen
seja-como-for-as-pessoas-dedicadas-e-religieo-neo-querem-reconhecer-realidade-que-contradiz-o-seu-conto-de-fadas-se-realmente-vivermos-num-universo-sem-deus-elas-perdem-o-emprego
uma-pessoa-envelhece-lentamente-primeiro-envelhece-o-seu-gosto-pela-vida-e-pelas-pessoas-sabes-pouco-pouco-tornase-tudo-teo-real-conhece-o-significado-das-coisas-tudo-se-repete-t
entre-as-recordaeees-de-cada-pessoa-he-coisas-que-ela-neo-conta-para-qualquer-um-somente-para-os-amigos-he-tambem-aquelas-que-ela-neo-conta-nem-para-os-amigos-somente-para-sim-me
Pingala pode ser definida como a energia dine¢mica, ativa, masculina, positiva, yang, dentro de nossa personalidade. Ela tem um lado fe­sico e mental. Suas qualidades materiais se£o luz, calor, solar, energia acumulando, criatividade, organizae§e£o, focalizada (centre­peta) e contrativa. O lado mental positivo, dine¢mico, dentro do sistema de Freud e o Eros, o prince­pio do prazer, e no sistema de Jung e a personalidade consciente, o lado racional e discriminativo. Podemos dizer que pingala e a energia psicossome¡tica, aparentemente dirigida, a mente agindo sobre o corpo para motivar os orge£os da ae§e£o, os karmendriyas. Ela e a energia be¡sica da vida. Ida e a energia dentro da personalidade, o qual e passiva, receptiva, feminina, negativa, yin. A um ne­vel fe­sico, ela e escura, fria, lunar, energia de dissipae§e£o, desorganizae§e£o, entropica, expansiva (centre­fuga) e relaxante. No plano mental que Freud chamou Tanatos, o instinto da morte, e Jung chamou de anima, o inconsciente, e­ntimo feminina, emocional, sentimento intuitivo e ne£o discriminatorio, o fundo sobre o qual as diferene§as podem ser vistas e que podem ser unificadas. Este e o aspecto soma fe­sico do homem, onde a energia e dirigida para dentro, e o corpo age sobre a mente. Ida controla os orge£os dos sentidos, ou gyanendriyas, e, portanto, nos de¡ conhecimento e conscieªncia do mundo em que vivemos... Carl Jung expressou as viseµes te¢ntricas quando descreveu a fore§a motriz da auto-realizae§e£o, a qual chamou de 'individuae§e£o', como uma interae§e£o dialetica entre os opostos, iniciando com o conflito e culminando em se­ntese e integrae§e£o. Quando o equile­brio perfeito e alcane§ado, estabilizado e aperfeie§oado, um estado de paz dine¢mico e alcane§ado, que e um paradoxo, uma unie£o de opostos, a se­ntese de fazer e ne£o fazer, uma maneira totalmente nova de perceber e experenciar a vida. Poucos de nos realizam este terceiro estado espiritualizado, e muitos de nos oscilam de um estado a outro. A cada 90 a 180 minutos ida e pingala alternam sua posie§e£o dominante e somente por uns poucos segundos, ou minutos, sushumna entra em existeªncia posse­vel. e‰ a meta de todas as tecnicas de yoga balancear e equilibrar ida e pingala, fore§a da vida e conscieªncia, para que eles se unam em aje±a chakra para criar a luz interna do conhecimento e bem-aventurane§a, e revelar a verdade.

Satyananda Saraswati
pingala-pode-ser-definida-como-energia-dinemica-ativa-masculina-positiva-yang-dentro-de-nossa-personalidade-ela-tem-um-lado-fesico-e-mental-suas-qualidades-materiais-seo-luz-calo
A Etimologia tentou separar duas rae­zes: de um lado a raiz-lua que, com men (lua) e mensis (mes) pertence a rae­z ma do sacrife­cio mas; e de outro, a raiz se¢nscrita manas, com menos (grego), mens (latim) etc., que representa o espirito por exceleªncia. Da raiz-espe­rito brota uma ampla ramificae§e£o de sentidos espirituais significativos: menos, espirito, corae§e£o, alma, coragem, ardor; menoinan, considerar, meditar, desejar; memona, ter em mente, pretender; mainomai pensar e tambem perder-se em pensamentos e delirar, a qual pertence mania, loucura, possesse£o e tambem manteia, profecia. Outros ramos da mesma raiz-espe­rito se£o menis, menos, raiva, menuo, indicar, revelar; meno, permanecer, demorar-se, manthano, aprender; menini, lembrar; e mentiri, mentir. Todas essas rae­zes-espe­rito originam-se de uma raiz original se¢nscrita Mati-h, que significa pensamento, intene§e£o. Em nenhum lugar, seja ele qual for, essa raiz foi colocada em oposie§e£o a raiz-lua, men, lua; mensis, mes; mas, que e ligado a ma, medir. Dessa raiz origina-se ne£o so matra-m, medida, mas tambem metis, inteligeªncia, sabedoria; matiesthai, meditar, ter em mente, sonhar; e, mais ainda, para nossa surpresa, verificamos que essa raiz-lua, pretensamente oposta a raiz-espe­rito, e da mesma maneira derivada da raiz se¢nscrita mati-h, significando medida, conhecimento. Em conseqe¼eªncia, a eºnica raiz arquete­pica subjacente a esses significados e espe­rito-lua, que se expressa em todas as suas ramificae§eµes diversificadas, revelando-nos assim sua natureza e seu significado primordial. O que emana do espe­rito-lua e um movimento emocional relacionado de perto com as atividades do inconsciente. Na erupe§e£o ativa e um espirito igneo: coragem, colera, possesse£o e ira; sua auto-revelae§e£o conduz a profecia, cogitae§e£o e mentira, mas tambem a poesia. Junto com essa produtividade ignea, no entanto, coloca-se outra atitude mais ' medida ' que medita, sonha, espera e deseja, hesita e se retarda, que se relaciona com a memoria e o aprendizado, e cujo efeito e a moderae§e£o, a sabedoria e o significado. Discutindo o assunto em outro lugar, mencionei, como uma atividade primaria do inconsciente, o Einfall, isto e, o pressentimento ou o pensamento que ' estala ' na cabee§a. O aparecimento de conteeºdos espirituais que penetram na conscieªncia com suficiente forca persuasiva para fascina-la e controla-la, representa provavelmente a primeira forma de emergeªncia do espirito no homem. Enquanto numa conscieªncia ampliada e num ego mais forte esse fator emergente e introjetado e concebido como uma manifestae§e£o pse­quica interna, no comee§o parece atingir a psique ' de fora ', como uma revelae§e£o sagrada e uma mensagem numinosa dos ' poderes ' ou deuses. O ego, ao experimentar esses conteeºdos como vindos de fora, mesmo quando os chama de intuitos ou inspirae§eµes, recebe o fene´meno espiritual esponte¢neo com a atitude caractere­stica do ego da conscieªncia matriacal. Porque ainda e verdade, como sempre foi, que as revelae§eµes do espe­rito-lua se£o recebidas mais facilmente quando a noite anima o inconsciente e provoca a introverse£o do que a luz brilhante do dia.

Erich Neumann
a-etimologia-tentou-separar-duas-raezes-de-um-lado-raizlua-que-com-men-lua-e-mensis-mes-pertence-raez-ma-do-sacrifecio-mas-e-de-outro-raiz-senscrita-manas-com-menos-grego-mens-la
?Earn cash when you save a quote by clicking
EARNED Load...
LEVEL : Load...